Meu filho nasceu com um dente, e agora?

Normalmente os primeiros dentes de leite erupcionam por volta dos 6 meses de idade. Porém, em alguns bebês apressadinhos, o dentinho pode nascer com um mês de idade, chamado de dente neonatal, e em alguns casos vemos bebês que já nascem com dentinhos, chamados de dente natal.

 

Os dentes natais e neonatais são relativamente raros e ocorrem em aproximadamente em 1 a cada 2.000 a 3.000 nascimentos, e em alguns casos a sua presença pode estar associada com algumas síndromes médicas, porém isso não é a maioria. Em grande parte, os dentinhos apressadinhos são casos isolados sem relação alguma com qualquer síndrome ou doença.

 

Na maioria das vezes, os dentes natais e neonatais são na arcada inferior, pequenos, cônicos e pouco desenvolvidos, apresentando uma coloração amarelo-acastanhada e defeitos no esmalte.

 

Caso seja o caso do seu filho, leve a um Odontopediatra o quanto antes. O dentista fará um diagnóstico diferencial para saber se o dentinho faz parte da dentição de leite, grande maioria dos casos em torno de 85%, ou se é um dente a mais que se desenvolveu (supranumerário) além dos dentes de leite.

 

Nessa consulta o Odontopediatra avaliará algumas características, como:

 

  1. Inserção do dente: em alguns casos o dente está pouco inserido, preso apenas pela gengiva e com bastante mobilidade. Nesse caso o Odontopediatra avaliará a real necessidade de extrair esse dente ou deixar na boca do bebê;
  2. Forma do dente: poderá ser necessário também o arredondamento do dente, caso a mãe tenha algum desconforto na amamentação;
  3. Avaliar se está provocando uma úlcera traumática na língua do bebê, conhecida como doença de Riga-Fede, que pode também gerar um desconforto para o bebê na amamentação;
  4. Mobilidade: o risco maior do bebê não é engolir o dente, mas sim aspirar. Caso o dente vá para o pulmão, algumas complicações sérias podem ocorrer.
     

Se o seu filho nasceu com um dente ou o dente apareceu muito cedo, leve seu filho a um Odontopediatra para uma avaliação o mais rápido possível. A visita ao profissional especialista no atendimento ao bebê, pode ser feito em qualquer idade, afinal, visitar o dentista com um problema já instalado pode gerar um atendimento mais complexo e demorado. 

 

Portanto leve sempre seu filho ao Odontopediatra de 6 em 6 meses, o dentista saberá sempre indicar o melhor tratamento para o seu filho.

Dra. Juliana Marchi
CRO-RS: 14.169 - Mãe de dois príncipes; - Especialista em Ortodontia pela ABO; - Mestre e especialista em Odontopediatria pela UFRGS; - Graduada pela USP; - Autora do site www.mundosemcaries.com.br.

Leia mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Siga nossas redes

220,956FãsCurtir
65,000SeguidoresSeguir
345InscritosInscrever
spot_img

Últimos posts

error: Content is protected !!