Como estimular o desenvolvimento psicomotor do bebê

De 0 a 2 anos, o bebê passa por diversas transformações motoras que o preparam para obter uma boa postura e sustentação durante a marcha.

 

Brincar com seu filho incentiva os aspectos motores, cognitivos, afetivos e sociais, que através de estimulação diária promove o amadurecimento neuropsicomotor do bebê no futuro e através dos jogos e brincadeiras o bebê desenvolve a sua independência, linguagem, autonomia e maturidade sócio emocional.

 

Abordaremos neste texto exercícios que podem ser realizados pelos pais em casa e que estimulam os bebês nos seguintes aspectos: tonicidade, equilíbrio, esquema e imagem corporal, lateralidade, ritmo, organização espacial e praxias global e fina. No entanto, até os 3 anos, a prioridade é desenvolver o tônus e o equilíbrio, mas procuramos estimular todas as outras áreas.

 

Sendo assim, as brincadeiras podem ser livres ou dirigidas.

 

Brincadeira Livre: deixar um brinquedo para o bebê manipular até perder seu interesse. Os pais devem observar as reações e comportamentos.

 

Brincadeira Dirigida: colocar brinquedos que trabalhem uma entidade psicomotora e observar as suas reações ao interagir com o objeto.

 

As sugestões de atividades a seguir contribuem e muito para aquisição de habilidades nas diversas fases do desenvolvimento psicomotor do bebê da seguinte maneira:

 

0 a 6 meses: controle dos músculos óculo-motores e equilíbrio da cabeça (fixar o olhar a partir de um estímulo, acompanhar objetos com a cabeça, ficar de bruços, rolamentos, fazer movimentos reflexos, etc).

 

Exemplos:
 

  • Deitar o bebê de bruços, deixando objetos a frente;
  • Pegar um chocalho e balançá-lo em todas as direções para que o bebê acompanhe com a cabeça;
  • Deixar o bebê de bruços em cima de um rolo para sustentar a cabeça;
  • Estimular o rastejar com dissociação de braços;
  • Estimular o rolar no colchão ou em cima bola;
  • Colocar músicas relaxantes antes do sono para relaxamento e massageie o bebê. Se preferir dê banho em seguida. (relaxamento em todas as fases).
     

6 a 9 meses: desenvolvimento dos músculos do tronco e dos braços (sentar, explorar objetos, deslocar-se para frente, engatinhar, erguer e baixar objetos, etc).

Exemplos:
 

  • Propor exercícios para pegar, amassar, lançar objetos, quebra-cabeças com peças grandes, encaixes, empilhagens;
  • Colocar em cima de um rolo e balançar, e em seguida deixar as mãos apoiadas no chão para fortalecer braços;
  • Utilizar uma bola grande e fortalecer coluna e pernas realizando a flexão;
  • Incentivar o sentar, rastejar, controlar a postura sentado em cima do rolo com ou sem auxílio, permanecer em pé segurando em carrinhos de empurrar e estimular o engatinhar;
  • Estímulos táteis: mexer, com farinha, fubá, gelatina, etc;
  • Estimular olfato e visão através de alimentos, plantas, objetos, etc;
  • Estimular audição através de diferentes formas de executar sons: música, animais, palmas, pés, etc.
     

10 meses a 1 ano e três meses: fortalecimento de pernas para posição bípede e marcha com e sem apoio de objetos, até a aquisição de autonomia de movimento.
 

Exemplos:
 

  • Propor circuitos que promovam os conteúdos rolar, engatinhar, rastejar, saltar, pular, passar por cima e por baixo de cordas ou bambolês;
  • Confeccionar um cabo de vassoura como apoio para caminhar;
  • Fortalecer pernas e coluna através da manipulação dos pais;
  • Entrar em um túnel para estimular o conceito dentro e fora;
  • Usar músicas que envolvam expressividade para que conheçam animais, objetos, partes do corpo;
  • Estimular a autonomia e noções de A.V.D (atividade da vida diária) com auxílio: escovar os dentes, comer sozinho, pentear-se, etc;
  • Estímulos táteis: mexer, com farinha, fubá, gelatina, etc;
  • Estimular olfato e visão através de alimentos, plantas, objetos, etc;
  • Estimular audição através de diferentes formas de executar sons: música, animais, palmas, pés, etc.
     

Espero que tenham gostado dessas sugestões que são fáceis de praticar com seu filho em casa. Estas atividades contribuirão para a construção do conhecimento intelectual do bebê, proporcionando o aperfeiçoamento e a estruturação dos movimentos e habilidades para que, no futuro, ele seja introduzido à vida escolar com mais facilidade, e também, para a estruturação de rotinas de atividades.

Evelyn de Paula Pereira
- Cref.003174-G/SP - Professora de Educação Física - Pós-graduada em Estimulação Psicomotora pelo ISPE-GAE - Graduada pela UNIFMU - Autora do site www.corpoematividade.com.br - Professora de estimulação Psicomotora no Colégio My Place para bebês até 2 anos. - Professora de natação e estimulação psicomotora em solo para bebês até 2 anos na Academia Bodytech unidade Shopping Eldorado São Paulo - Ministra palestra de orientação para ensinar pais, bercaristas e professores a estimular bebês.

Leia mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Siga nossas redes

220,952FãsCurtir
65,000SeguidoresSeguir
345InscritosInscrever
spot_img

Últimos posts

error: Content is protected !!