Como ajudar no processo de criação artística do seu filho?

É bastante comum as crianças gostarem de passar seu tempo em contato com o papel, seja desenhando, rabiscando ou colando. O que muitos pais não sabem é que o processo de criação artística merece atenção e é muito importante para o desenvolvimento individual da criança.

 

Segundo Christine Bruder, psicóloga, psicanalista e fundadora berçário bilíngue Primetime Child Development, em primeiro lugar, é indispensável que os pais acompanhem este processo: “Tenha em casa materiais dos mais variados tipos, além de procurar estimular o uso de outros, como pinceis e lápis, e, principalmente, não entregar desenhos prontos para o seu filho apenas pintar e nem apresentar modelos para cópias”. De acordo com a profissional, os pais devem saber que a arte é uma expressão livre e “não precisa parecer com nada, nem agradar aos outros”.

 

A partir desses estímulos a criança tem total liberdade para criar aquilo que bem entender: “A falta de exemplos ou limitações fazem com que os pequenos explorem ainda mais sensorialmente o material”, explica.

 

Confira abaixo as dicas de Christine:

 

– Quanto menor a criança maior deve ser o papel. Até os 3 anos de idade nada menor do que uma cartolina deve ser oferecida.

 

– Quando a criança considerar sua arte terminada, pergunte a ela se ela quer seu nome no papel. Se disser sim, questione: “Onde você quer seu nome? Ponha o dedinho”. Escreva onde a criança indicar. Se ela disser: “Eu sei escrever meu nome”, dê a caneta a ela. Se a criança não se interessar ou não quiser seu nome no papel, respeite. Deixe que ela conduza e se aproprie do processo.

 

– Resista à vontade de perguntar: “O que é isso?”. Aliás, resista à vontade de perguntar qualquer coisa. Se uma criança corre até você dizendo: “Olha, olha!” faça exatamente isso, olhe, pois a criança não disse “Olha e comenta”. Você pode pedir que ela te conte se gostou de fazer, que cores preferiu, o que achou.

 

– Se uma criança perguntar “Você gosta do meu desenho?”, devolva a questão. Vire o papel de cabeça para baixo ou em 45º e diga: “E se eu segurar assim. Ou assim?”.

 

Texto: Communica Brasil

Somos Mãeshttps://somosmaes.com.br/
A Somos Mães é uma ONG e uma empresa do setor 2,5 que nasceu em agosto de 2014. Com o objetivo de informar e acolher, produz conteúdo que impacta diariamente mais de 300 mil pessoas. Tem dois projetos incentivados pela Lei Rouanet.

Leia mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Siga nossas redes

220,723FãsCurtir
65,000SeguidoresSeguir
345InscritosInscrever
spot_img

Últimos posts

error: Content is protected !!