Teste do Coraçãozinho pode salvar vidas

Após o nascimento do bebê são realizados alguns exames, ainda na maternidade, para detectar e prevenir doenças, entre eles está a Oximetria de Pulso, popularmente conhecida como Teste do Coraçãozinho.

Esse exame serve para verificar as condições do coração e detectar problemas antes mesmo do aparecimento de sintomas. De acordo com a Dra. Cristiane Guimarães, médica pediátrica intensivista do Centro Pediátrico da Lagoa, deve ser aferido entre 24 e 48 horas de vida, antes da alta hospitalar.

Esse exame pode salvar vidas de bebês que nascem com doenças cardíacas sem apresentar sintomas, por isso, a importância do diagnóstico precoce, como explica a pediatra: “Cerca de 1 a 2 de cada 1000 recém-nascidos vivos apresentam cardiopatia congênita crítica. Em torno de 30% destes recém-nascidos recebem alta hospitalar sem o diagnóstico e evoluem para choque, hipóxia ou óbito precoce, antes de receber o tratamento adequado. Na maioria das Unidades Neonatais, a alta hospitalar é realizada entre 36 e 48 horas de vida. Nesta fase, a manifestação clínica das cardiopatias críticas pode ainda não ter ocorrido. Além disso, a ausculta cardíaca pode ser aparentemente normal nesta fase. O diagnóstico precoce é fundamental, pois pode evitar choque, acidose, parada cardíaca ou agravo neurológico antes do tratamento da cardiopatia”. 

 Como é feito o Teste do Coraçãozinho? 

Realizado também pelo SUS, o exame é rápido, simples e indolor. Uma pulseira mede a concentração de oxigênio no sangue.

A pediatra Dra. Cristiane explica como é o procedimento: 

– Realizar a aferição da oximetria de pulso em todo recém-nascido aparentemente saudável com idade gestacional maior do que 34 semanas, antes da alta da Unidade Neonatal.
 
– Local de aferição: membro superior direito e em um dos membros inferiores. Para a adequada aferição, é necessário que o recém-nascido esteja com as extremidades aquecidas e o monitor evidencie uma onda de traçado homogêneo.

 Mamãe, o teste do coraçãozinho é um direito do bebê que pode salvar vidas, por isso, informe-se se o exame foi realizado, caso não tenha sido, exija o procedimento antes da alta hospitalar.  

Somos Mãeshttps://somosmaes.com.br/
A Somos Mães é uma ONG e uma empresa do setor 2,5 que nasceu em agosto de 2014. Com o objetivo de informar e acolher, produz conteúdo que impacta diariamente mais de 300 mil pessoas. Tem dois projetos incentivados pela Lei Rouanet.

Leia mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Siga nossas redes

220,976FãsCurtir
65,000SeguidoresSeguir
345InscritosInscrever
spot_img

Últimos posts

error: Content is protected !!