Terapia Floral: gestante pode?

Quando uma mulher engravida várias dúvidas surgem instantaneamente. Até mesmo escolhas rotineiras passam por uma reavaliação e não é para menos: pelo cordão umbilical a mãe transfere ao feto todo o alimento que ele precisa até nascer. Por isso, alimentos, procedimentos e hábitos devem sempre ter acompanhamento profissional.
 
 
Apesar da boa alimentação e atividades físicas serem extremamente importantes especialmente durante a gravidez,  o aspecto emocional não deve ser colocado de lado, visto que sua saúde integral está intimamente ligada ao bem estar e tranquilidade da gestante.
 
 
Técnicas de relaxamento, yoga, pilates e terapias alternativas são muito bem vindas nessa fase, todas com o devido acompanhamento. Dentre as terapias alternativas, a terapia floral pode ser uma grande aliada da futura mamãe.
 
 
Segundo a psicóloga Salma Cortez, “a experiência mostra que os bebês nascem muito mais calmos, choram menos por cólica e desenvolvem autonomia mais cedo. São, de forma geral, bebês mais seguros, principalmente porque as mães vão ganhando autoconfiança ao longo do tratamento, além do que, o risco de depressão pré ou pós-parto é muito menor. Após o nascimento, a mamãe também pode fazer uso de florais durante a amamentação sem risco algum para o bebê.”
 
 

Para o profº Daniel Alan Costa, especialista em Bases de Medicina Integrativa do Albert Einstein, “mais importante do que a queixa física, é essencialmente identificarmos qual é o desconforto interno. Na gestação muitas mudanças veem à tona. Físicas, relacionais, emocionais, e nestes momentos podem surgir medo, insegurança, preocupação, ansiedade, dificuldade de adaptação. Em todas estas situações teremos florais específicos que irão auxiliar esta mãe a encarar com mais leveza, confiança, tranquilidade e maturidade está tão desafiadora fase da vida.”

 

A medicina ainda não possui  conhecimentos científicos a respeito dos efeitos bioquímicos do uso de florais na gestação. De acordo com o neuropediatra Clay Brites, do Instituto NeuroSaber, os florais são indicados para quadros alérgicos e dificuldades emocionais (redução do estresse e ansiedade, por exemplo). Segundo o Dr. Clay, “não há evidências de que afete o feto, da mesma forma em que não há muitos trabalhos mostrando que o floral é realmente seguro, portanto é sempre essencial a opinião de um especialista, neste caso, do obstetra ou homeopata.”
 
 
A Carolina Andrade chegou a tomar antidepressivo durante a gravidez, receitado pelo obstetra. Entretanto, como ela já tinha tratado uma síndrome do pânico com florais no passado e teve sucesso, achou melhor voltar a usá-lo porque são naturais e não afetavam em nada o bebê. 
 
 
Em tratamento conjunto com psicóloga e terapeuta floral, a Carolina conta que os efeitos do floral demoram um pouco mais para acontecer do que com a alopatia. “Primeiro ele aflora o problema para depois resolver. Acredito que em um mês eu já estava me sentindo super bem em relação à ansiedade. Continuei tomando no pós parto e hoje trato minha filha com florais.”
 
 
O médico e psicólogo Dr. Roberto Debski, especialista em Medicina Integrativa, nos informou que “a terapia de florais faz parte das 29 terapias  incluídas na Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares do Ministério da Saúde e implementadas no SUS. Pareceres do Conselhos de Medicina da década de 90 determinam que os médicos evitem seu uso até que o Conselho Federal de Medicina se manifeste a respeito. Porém como a terapia floral é uma terapia vibracional utilizada para equilíbrio emocional, os terapeutas florais costumam prescrever na gestação relatando bons resultados no equilíbrio emocional da gestante.”
 
 
Consulte sempre seu médico e procure acompanhamento psicológico sempre que necessário para uma gravidez mais tranquila.
 
 
Conheça nosso Curso para Gestantes e participe!
Somos Mãeshttps://somosmaes.com.br/
A Somos Mães é uma ONG e uma empresa do setor 2,5 que nasceu em agosto de 2014. Com o objetivo de informar e acolher, produz conteúdo que impacta diariamente mais de 300 mil pessoas. Tem dois projetos incentivados pela Lei Rouanet.

Leia mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Siga nossas redes

220,970FãsCurtir
65,000SeguidoresSeguir
345InscritosInscrever
spot_img

Últimos posts

error: Content is protected !!