Problemas na amamentação? Seu bebê pode ter a língua presa

A anquiloglossia, mais conhecida como língua presa, refere-se do desenvolvimento da língua, onde o freio lingual curto prejudica muito a amamentação dos bebês e pode impedir a correta articulação das palavras no futuro.

 

“Geralmente quem tem mais habilidade para identificar a anquiloglossia são os pediatras, odontopediatras e fonoaudiólogos. De maneira geral, podemos suspeitar da existência dessa anomalia quando a língua acaba ficando repartida na ponta, ou o bebê não consegue fazer ponta de língua, ou não consegue levantar a língua ao chorar, ou também não encosta a língua no palato. Na mamada, geralmente o bebê machuca demais o peito da mãe, perdem peso ou não ganhando o peso esperado, ficando muito agitado durante a mamada. Muitas vezes “mordem” o peito da mãe, e não projetam a língua para fora da boca”, conta Dra. Adriana Mazzoni, odontopediatra.

 

Dos recém-nascidos, 1,7% a 4,4% apresentam o problema. Caso seja identificada na maternidade, a língua presa pode ser resolvida no próprio hospital. Entretanto, é comum que os bebês saiam da maternidade e somente após apresentar problemas na amamentação é que o pediatra identifica a anquiloglossia. Caso isso ocorra, o bebê precisa ser operado antes dos 3 meses de idade. 

 

Segundo a fonoaudióloga Haydée Zamperlini, se o frênulo da língua for bem fininho não há necessidade de corte, pois com a força da sucção para mamar ele romperá sozinho. “Caso o frênulo seja rígido, e dependendo da localização, deve-se cortá-lo imediatamente para que o bebê consiga posicionar corretamente a língua e mamar”, completa Haydée.

 

“O que recomendamos é que quanto mais cedo o diagnóstico e a remoção do freio lingual, mais fácil será para o desenvolvimento correto da língua e da região orofacial. Para bebês que mamam é muito importante que seja feita assim que detectar o problema, porque será mais fácil a adaptação da mamada correta. Até os seis meses de idade, é possível fazer em consultório dentário tranquilamente, mas depois desta idade, recomendo que seja feita em ambiente hospitalar para que a criança seja sedada. Por causa da idade e do entendimento da criança, ela pode ficar traumatizada se for feita a cirurgia sem sedação”, diz a dra. Adriana Mazzoni.

 

“Quanto mais cedo diagnosticar a anquiloglossia, menos problemas a criança terá. Se for depois dos três meses, ficará mais difícil que o bebê consiga fazer a mamada correta, e a língua já está em formato inadequado. Quanto mais tempo passar maiores as conseqüências”, explicou.

 

A cirurgia para corrigir a anquiloglossia é chamado de frenectomia lingual. Trata-se de um procedimento simples que dura alguns minutos, e em alguns casos, não requer pontos.

 

“O procedimento cirúrgico é rápido e oferece uma recuperação quase que imediata ao bebê”, concluiu a Doutora Adriana Mazzoni.

 

A avaliação do frênulo da língua dos bebês em todos os hospitais e maternidades do Brasil é lei (13.002 de 20 de junho de 2014). O Brasil é o primeiro país do mundo a oferecer o “teste da linguinha”.

 

Esse e outros temas relacionados aos exames no recém nascido e amamentação são tratados em nossos cursos para gestantes. Saiba mais e participe: https://bit.ly/2srPkOL

 

 

Sugestão de pauta: Assessoria Danibassit

Somos Mãeshttps://somosmaes.com.br/
A Somos Mães é uma ONG e uma empresa do setor 2,5 que nasceu em agosto de 2014. Com o objetivo de informar e acolher, produz conteúdo que impacta diariamente mais de 300 mil pessoas. Tem dois projetos incentivados pela Lei Rouanet.

Leia mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Siga nossas redes

220,970FãsCurtir
65,000SeguidoresSeguir
345InscritosInscrever
spot_img

Últimos posts

error: Content is protected !!