Fertilização In Vitro

A Fertilização In Vitro é um procedimento que colhe gametas que são fecundados em laboratório, e depois disso, são transferidos para o útero da mulher.

 

Segundo o Dr. Vamberto Maia Filho, ginecologista obstetra, para a realização da Fertilização In Vitro não há a necessidade de hospitalização: “O procedimento é ambulatorial e deve ser feito em ambiente seguro e com normas técnicas bem rígidas a fim de proteger a segurança e integridade física de todos. A captação dos óvulos é feita com a paciente sedada e guiada por ultrassom. A agulha recolhe os óvulos e levado ao laboratório será fertilizado pelo sêmen do parceiro ou de banco de sêmen.”

 

Todo o procedimento de fertilização In Vitro dura em média 25 dias, nesse período é feito o recolhimento de gametas, estimulação, a reimplantação dos gametas, a fecundação in vitro e o exame de constatação da gravidez. Mas antes, o casal passa por uma série de exames e procedimentos para garantir o sucesso da fertilização: “O casal deve realizar exames específicos a fim de se obter o máximo de informação. Vitaminas podem ser usadas para potencializar o processo. O casal passa por uma etapa de indução da ovulação que será amplamente explicada e orientada a fim de evitar dúvidas.”, explica o especialista. 

 

Normalmente, essa técnica é utilizada por casais que não conseguem engravidar, seja por problemas nas trompas ou endometriose e também em casos de baixa produção de gametas por parte do homem. Dr. Vamberto alerta para a identificação do problema, e na maioria das vezes, o tempo de tentativas é um dos sinais: “Classicamente se considera que um casal que tenha 1 ano de relações sexuais regulares (3-4 dias) e sem métodos contraceptivos sem engravidar deveria procurar por ajuda. Mas isso não deve ser mais levado tão a risca. A sociedade americana chegou a conclusão que mesmo em casais saudáveis o tempo máximo não deveria exceder 6 meses. Idade, problemas individuais e familiares devem ser levados em consideração para um melhor ”timing” da ajuda. Essas indicações são bem variadas e não devemos ter restrição.”.

Para mulher, é importante que ela tome alguns cuidados antes de se submeter a esse procedimento, como cuidar da alimentação, praticar atividade física, reduzir a ingestão de álcool, não fumar e consumir alimentos e suplementação que contenham o ácido fólico. E, é claro, estar com sua saúde em dia e verificar possíveis doenças como diabetes e hipertensão. Assim como qualquer procedimento médico, a Fertilização n Vitro pode oferecer riscos: “O mais temido é a síndrome de hiperestimulação ovariana (SHOO), quando o ovário após uma estimulação tem muito aumento de volume e gera várias complicações sistêmicas. Há ainda possibilidade de acidentes de punção na hora da coleta e sangramento.”, afirma o ginecologista.

 

O sucesso da Fertilização In Vitro depende muito da idade da mulher, já que os óvulos passam por um processo de envelhecimento celular. Mulheres com menos de 35 anos tem 60% de chances de sucesso nesse procedimento, 35 a 38 anos as chances caem para 40%, e após os 40 anos as chances são de 8%. Mas, ainda sim uma boa clínica pode garantir o sucesso do procedimento: “Boas clínicas trabalham com uma margem de sucesso ao redor de 45 a 50%”, ressalta Dr. Vamberto.

Somos Mãeshttps://somosmaes.com.br/
A Somos Mães é uma ONG e uma empresa do setor 2,5 que nasceu em agosto de 2014. Com o objetivo de informar e acolher, produz conteúdo que impacta diariamente mais de 300 mil pessoas. Tem dois projetos incentivados pela Lei Rouanet.

Leia mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Siga nossas redes

220,955FãsCurtir
65,000SeguidoresSeguir
345InscritosInscrever
spot_img

Últimos posts

error: Content is protected !!