As mães e a memória

Diz a sabedoria popular que na gestação e no puerpério a mulher fica com a memória ruim. Será que isso é verdade?

 

Até hoje não há consenso na literatura sobre o assunto. Cada vez mais, porém, recebemos queixas de alterações cognitivas (que englobam memória, atenção e concentração) neste período.

 

Mas se não há embasamento científico para provar esta teoria, como explicar que até 80% das mulheres refiram tais queixas?

 

Na gravidez, existem mudanças que vão além das hormonais. O corpo muda, vai ficando mais pesado, e as mulheres mais cansadas. Algumas gestantes passam a ter dificuldade para dormir; no puerpério, a privação do sono é frequente. Há também alterações no estilo de vida quando muitas mulheres diminuem atividades como ginástica, lazer e trabalho.

 

Tais mudanças podem justificar a perda cognitiva que pode durar da gravidez até dois anos após o parto.

 

É sempre importante lembrar que temos de descartar outras causas, como hipotireoidismo e deficiência de vitamina B12. Caso as alterações venham associadas a tristeza, fadiga, ansiedade e insônia, vale a pena uma investigação mais detalhada.

 

A boa notícia é que estas mudanças não são permanentes: assim como tantas outras dificuldades do período perinatal, elas também passarão.

 

Participe do Curso para Gestantes SMPV onde abordo o tema Depressão Pós Parto e Baby Blues. A próxima turma será dia 28 de julho.

 
Somos Mãeshttps://somosmaes.com.br/
A Somos Mães é uma ONG e uma empresa do setor 2,5 que nasceu em agosto de 2014. Com o objetivo de informar e acolher, produz conteúdo que impacta diariamente mais de 300 mil pessoas. Tem dois projetos incentivados pela Lei Rouanet.

Leia mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Siga nossas redes

220,991FãsCurtir
65,000SeguidoresSeguir
345InscritosInscrever
spot_img

Últimos posts

error: Content is protected !!