test

7 dicas para descobrir se seu obstetra é cesarista

Muitas mulheres relatam que escolheram o obstetra deixando claro, desde a primeira consulta, seu desejo por um parto normal, acreditando que seriam respeitadas em sua escolha. O médico acena que sim, mas, chegando ao final da gestação, “recomenda” que a gestante se submeta a uma cesárea alegando motivos que hoje sabemos não serem justificativas para a cirurgia.

Durante nosso Curso para Gestantes, realizado há seis anos com obstetras humanizados – Dr. Gustavo Ventura, Dra. Juliana Honorato e Dr. Alberto Guimarães – e com a enfermeira obstetra Katia Cilene, coletamos algumas dicas que podem te ajudar a identificar se o seu médico vai realmente respeitar seu parto ou não, tendo em vista que a sua gravidez não seja de risco e seu bebê não esteja sofrendo.

  1. Pergunte sobre detalhes do parto (qual o melhor momento de ir para a maternidade, se ele usa analsegia, se faz episiotomia, por exemplo): muitos cesaristas desconversam quando a gestante “pergunta demais”. Dizem que o responsável pelo parto é ele e que fará o parto normal de estiver “tudo bem”.
  2. Pesquise: converse com as mulheres na sala de espera do consultório que já tiveram bebê com ele e pergunte também para a secretária quantos partos vaginais ele realiza por mês. E não esqueça de consultar o convênio que tem obrigação de informar a taxa de cesárea do médico em até 15 dias.
  3. Consultas: ele já desmarcou alguma consulta com você porque teve um parto normal para atender? Obstetras cesaristas centralizam as cesáreas num único dia e, portanto, não sofrem com a agenda, repare.
  4. Doulas: pergunte ao médico o que ele acha de você levar a doula para a sala de parto. Se ele for contra, fique atenta.
  5. VBAC: se você passou por uma cesárea na gestação anterior, questione o que ele pensa sobre parto normal pós cesárea (VBAC). Muitos médicos alegam que não é indicado parto normal nessa situação, embora já seja sabido que o parto normal é a melhor indicação depois de uma cesárea.
  6. Plano de parto: faça seu plano de parto e leve ao médico. Caso ele considere seu plano de parto desnecessário é muito provável que ele não respeitará seus desejos.
  7. Redes sociais: navegue pelas redes sociais do seu obstetra. Se não há fotos de partos normais, depoimentos de gestantes e conteúdo sobre parto humanizado, procure outro profissional se o seu desejo é viver essa experiência.

Onde procurar uma equipe humanizada

Em nosso Curso para Gestantes você encontra profissionais respeitosos que praticam Medicina Baseada em Evidências (MBE). Procure também nas redes sociais, converse com doulas, peça indicação. Procure grupos de apoio ao parto vaginal. A cesárea foi criada para salvar vidas, entretanto, o que assistimos hoje é a banalização de uma cirurgia que corta sete camadas de pele e, na maioria das vezes, é agendada antes do bebê avisar que está pronto para nascer.

Nascimentos no Brasil

A OMS (Organização Mundial de Saúde) recomenda que apenas 15% dos partos sejam realizados através de cirurgia, entretanto, no Brasil, esse percentual, na rede privada, é de mais de 80%.

De acordo com a ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), o bebê está pronto para nascer entre 40 a 42 semanas. Ainda segundo a agência, “os bebês nascidos abaixo de 39 semanas têm mais chances de apresentar incapacidade de manutenção da temperatura corporal, imaturidade pulmonar e maior dificuldade de sucção do leite materno”.

Participe do Curso para Gestantes Somos Mães, turmas mensais. A verdadeira escolha só acontece quando se tem informação.

Leia mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Siga nossas redes

220,125FãsCurtir
65,000SeguidoresSeguir
345InscritosInscrever
spot_img

Últimos posts

error: Content is protected !!