Paternidade positiva

Os pais de hoje não são os mesmos de anos atrás. Segundo pesquisa da Better Balance (Beyond The Breadwinner), atualmente, 74% dos homens acreditam que o tempo gasto no trabalho os impede de ser os pais que gostariam de ser. Porém, o envolvimento do pai contribui de forma significativa para o crescimento intelectual e mental da criança e a estimula na educação, desenvolvimento de habilidades, interesse e desempenho motoro e mental.

 

Neste sentido, a paternidade positiva – seja vinda de pais biológicos ou socioafetivos – favorece uma relação muito mais intensa e participativa dos pais na criação dos filhos. “Estudos mostram que a crença do pai sobre a importância do seu papel influencia a formação de laços mais fortes com os filhos. A paternidade positiva contribui para intensificar essas relações a partir de reflexões sobre a prática da paternidade. É comum, por exemplo, os pais se queixarem de que gostariam de passar mais tempo com os filhos. No entanto, o tempo é um recurso e não um objetivo. É realmente a qualidade do tempo e não a quantidade que mais importa”, explica Flora Victoria, vice-presidente da SBCoaching e mestre em Psicologia Positiva pela University of Pennsylvania – USA.

 

Confira 10 atitudes para contribuir com o desenvolvimento dos seus filhos:

 

1. A integração entre mãe e pai fortalece a boa relação entre pai e filho;

2. Entenda seus objetivos como pai e use suas experiências e qualidades a favor do desenvolvimento dos filhos;

3. Atribua qualidade ao tempo que você passa junto ao seu filho;

4. Foque no desenvolvimento da habilidade de entender o que o bebê quer mostrar, isto é, às “pistas” emocionais que dá a você;

5. Aprenda a regular as próprias emoções para não interferir negativamente na vida do bebê;

6. Aceite os limites da criança de acordo com as fases de seu desenvolvimento;

7. Seja engajado. Envolva-se nas atividades do filho (como estudos, brincadeiras e esportes). O pai deve ter participação ativa na vida dos pequenos;

8. Promova emoções positivas, estimulando seu filho a refletir sobre alguma ideia ou atitude;

9. Estimule a curiosidade da criança. O diálogo com os filhos pode ser um bom incentivo e perguntas do gênero “quem, onde, como e por quê?” incitam a busca por respostas;

10. Não elogie apenas as qualidades. A cada conquista, o pai deve reconhecer o esforço do filho como forma de valorizar o seu empenho.

 

Texto: Approach Comunicação e Eventos

Somos Mãeshttps://somosmaes.com.br/
A Somos Mães é uma ONG e uma empresa do setor 2,5 que nasceu em agosto de 2014. Com o objetivo de informar e acolher, produz conteúdo que impacta diariamente mais de 300 mil pessoas. Tem dois projetos incentivados pela Lei Rouanet.

Leia mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Siga nossas redes

220,956FãsCurtir
65,000SeguidoresSeguir
345InscritosInscrever
spot_img

Últimos posts

error: Content is protected !!