Obesidade infantil: restringir ou equilibrar

Uma criança que sofre de obesidade costuma ser alvo de críticas o tempo todo, como se o estado dela fosse somente sua culpa e não do ambiente em que vive. A criança faz e é o reflexo de tudo aquilo que a rodeia, e isso não é diferente quando se trata de alimentação. Os pais e o ambiente familiar tem uma grande parcela de culpa nesse caso. 

 

Por isso, muitos especialistas ressaltam a importância dos pais mudarem a dieta da casa para o mais saudável possível. Assim, fica mais fácil para evitar a obesidade e uma série de outros hábitos prejudiciais a saúde. E o incentivo a atividades físicas também é importantíssimo. 

 

Atenção, mamãe, obrigar o seu filho a fazer uma dieta não é a melhor opção. A criança em fase de desenvolvimento pode sofrer muito mais as consequências de uma dieta restritiva, tudo tem um efeito mais forte para ela. Por isso, não irá funcionar. O pequeno sentirá mais fome, o que pode acarretar um quadro de tristeza, depressão e ao “comer emocional”.

 

A dieta pode ajudar no desenvolvimento de um transtorno alimentar no caso da criança. E isso pode ter o efeito contrário, ao invés da criança perder peso, ela passa a comer escondido e continuar engordando. 

 

A obesidade é um problema evitável, e apenas em alguns casos ela é geneticamente inevitável. Por isso, é importante que a família crie uma relação legal com a alimentação, assim fica muito mais fácil de evitar esse tipo de doença. E lembre-se: você é um exemplo para o seu filho! 

Somos Mãeshttps://somosmaes.com.br/
A Somos Mães é uma ONG e uma empresa do setor 2,5 que nasceu em agosto de 2014. Com o objetivo de informar e acolher, produz conteúdo que impacta diariamente mais de 300 mil pessoas. Tem dois projetos incentivados pela Lei Rouanet.

Leia mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Siga nossas redes

220,976FãsCurtir
65,000SeguidoresSeguir
345InscritosInscrever
spot_img

Últimos posts

error: Content is protected !!