Entenda a importância da vitamina D na gestação

A lista de cuidados durante a gravidez é gigante, a saúde da mulher nesta fase precisa de uma atenção maior já que ela está gerando uma vidinha dentro da sua barriga. Assim que a gestação é descoberta a mulher é orientada a fazer uma série de procedimentos e a reposição de Vitamina D no corpo é uma delas. 
 
A Vitamina D é importantíssima para a garantia da saúde da gestante e do bebê, com sua reposição adequada é possível prevenir uma série de problemas, como a pré-eclâmpsia e diabetes tipo 1. Além de ser essencial para o sistema imunológico, ósseo, cardiovascular e muscular. 
 
O Dr. Guilherme Loureiro, obstetra da Maternidade Pro Matre Paulista, alerta para os problemas que essa deficiência pode trazer para a saúde da gestante e do bebê: “Baixos níveis de 25 OH Colecalciferol (vitamina D) podem induzir um parto prematuro, aumentar as chances de pré-eclâmpsia – que é a hipertensão arterial específica da gravidez – e fazer com que o bebê também nasça com a deficiência da vitamina. Outro fator comprovado ligado à falta do hormônio é que mães que não estão com seus níveis de vitamina D em dia durante a gestação dão à luz mais facilmente a bebês com autismo”. Além disso, a reposição de vitamina D no corpo também pode ajudar mulheres que estão tentando engravidar, já que pode induzir a ovulação.
 
Há formas de se repor essa vitamina no corpo como manter uma dieta saudável consumindo carnes, peixes, leite e ovos. E é importante ressaltar que a exposição ao sol é a maneira mais natural e prática de restaurar os níveis desse componente no corpo: “A vitamina D só é absorvida adequadamente com a exposição da pele direto ao sol, completamente livre de outras barreiras. O certo seria ficar no sol sem protetor solar por 15 minutos diariamente, fora dos horários de sol a pino, até às 10h e depois das 17h”, explica. 
 
Em alguns casos, quando há uma necessidade de reposição rápida da Vitamina D alguns médicos indicam a ingestão de cápsulas para a reposição desse componente no corpo. Porém, essas cápsulas só podem ser usadas com prescrição médica, principalmente quando se trata de gestante. Seu consumo em excesso não é benéfico para o organismo e pode desencadear um quadro de hipercalcemia que é a formação de depósitos de cálcio nos rins, artérias, coração e pulmões. Lembrando que quem é responsável por fazer o diagnóstico e orientar a forma correta de tratamento é o médico, nada de usar medicação sem indicação de um especialista. 
Somos Mãeshttps://somosmaes.com.br/
A Somos Mães é uma ONG e uma empresa do setor 2,5 que nasceu em agosto de 2014. Com o objetivo de informar e acolher, produz conteúdo que impacta diariamente mais de 300 mil pessoas. Tem dois projetos incentivados pela Lei Rouanet.

Leia mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Siga nossas redes

220,970FãsCurtir
65,000SeguidoresSeguir
345InscritosInscrever
spot_img

Últimos posts

error: Content is protected !!