Doença mão-pé-boca (HFMD)

A doença mão-pé-boca é muito comum em crianças, ela é contagiosa e causada pelo vírus Coxsackie que habita normalmente no sistema digestivo. Além disso, esse vírus pode provocar a estomatite, que é uma espécie de afta que atinge a mucosa da boca.         

           

Um dos principais sintomas da doença mão-pé-boca é a febre alta. Logo em seguida começam a aparecer lesões na boca, faringe e amídalas,  que muitas vezes podem evoluir para feridas mais dolorosas. E é comum o aparecimento de erupções pelo corpo da criança em partes como palma das mãos, planta dos pés e em alguns casos pode aparecer nas nádegas e região genital.

           

O contagio pode acontecer através de contato direto com fezes, saliva, e outras secreções, objetos contaminados ou alimentos. Se a criança já se curou da doença, ela ainda pode transmiti-la através das fezes, já que o vírus continua presente nas secreções por pelo menos quatro semanas. E não existe vacina contra a doença.

           

É preciso que os pais redobrem a atenção quanto aos sintomas da doença, já que na maioria das vezes eles são leves e podem ser facilmente confundidos com uma simples gripe. Quando a doença começa a se manifestar, a criança costuma ficar com febre, mal-estar, falta de apetite, vômitos e diarréia. Mas, conforme a evolução da doença é perceptível que a criança passa a ter dificuldades para engolir alimentos e há muita salivação.

           

Geralmente, o diagnóstico é feito através de sorologia que é o exame de sangue ou exame de fezes. Esses testes são o suficiente para a identificação do vírus. O tratamento é feito com anti-inflamatórios e antitérmicos, em casos mais graves são usados antivirais. Mas, a recomendação dos médicos é que o paciente fique em repouse absoluto e mantenha uma boa alimentação e beba bastante líquido.

           

Nem sempre a doença mão-pé-boca costuma se manifestar da mesma forma, as vezes ela pode gerar sintomas como febre e dor de garganta ou lesões que parecem aftas e erupções cutâneas.

          

Se o seu filho foi diagnosticado com essa doença e está em tratamento, o ideal é que você faça uma dieta para que ele se sinta mais confortável ao se alimentar. Alimentos pastosos como purês, mingaus, gelatina e sorvetes são mais fáceis de serem engolidos. Para manter o corpo da criança hidratado ofereça bebidas geladas como sucos naturais, chás e água. Evite alimentos muito quentes, ácidos e condimentados.

                       

Lavar as mãos é essencial para o tratamento dessa doença, tanto para evitar que a infecção se agrave quanto para não contagiar outras pessoas. E mesmo depois de curada, a criança precisa manter esse hábito.

Somos Mãeshttps://somosmaes.com.br/
A Somos Mães é uma ONG e uma empresa do setor 2,5 que nasceu em agosto de 2014. Com o objetivo de informar e acolher, produz conteúdo que impacta diariamente mais de 300 mil pessoas. Tem dois projetos incentivados pela Lei Rouanet.

Leia mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Siga nossas redes

220,991FãsCurtir
65,000SeguidoresSeguir
345InscritosInscrever
spot_img

Últimos posts

error: Content is protected !!