Coisas que passam pela a sua cabeça no pós-parto

O pós-parto é um dos períodos de mais transformações na vida de uma mulher. Um milhão de coisas passam por nossas cabeças e nós temos ainda vários sentimentos para lidar. Sem dúvida alguma esse é um momento de muita felicidade para o casal, mas também há quadros de insegurança e medo.
 
A mãe, muitas vezes, é a pessoa mais envolvida em todas essas mudanças que a chegada de um bebê à família causa, por isso, muitas vezes a insegurança é inevitável. 
 
A psicoterapeuta infantil e perinatal Paloma Vilhena explica a importância da mulher saber identificar um possível problema e que o autoconhecimento é essencial: “É importante entender de onde vem essas inseguranças. De onde vem essa voz que diz “você não vai dar conta”?. Ela pode vir de dentro – e ter a ver a personalidade, história de vida, e com a forma como a mulher interpreta os comentários e olhares, ou de fora – marido, familiares e sociedade em geral”.

 As escolhas que precisam ser feitas também podem causar uma angústia e piorar o quadro de medo: “A infinidade de possibilidades de exercer a maternidade também pode trazer muitas inseguranças: “Devo montar o quarto montessoriano? “Faço cama compartilhada?”.  É importante saber que não existe o jeito certo de ser mãe, existe o jeito possível – que faça sentido para cada família, e responsável – que satisfaça as necessidades do bebê.”, afirma Paloma. 
 

Toda mudança nos causa uma série de novas sensações e em diferentes intensidades e isso é extremamente normal: “Sentimos insegurança diante de situações novas.  Seria estranho não se sentir insegura diante de tantas mudanças internas e externas que ocorrem após o nascimento de um bebê! Tem o baby blues, que costuma passar com o tempo/adaptações e ocorre principalmente por causa das mudanças hormonais” explica a psicoterapeuta infantil e perinatal. 

Porém, assim como qualquer outro sentimento prejudicial recorrente, é preciso saber identificar um possível problema e procurar ajuda quando necessário: “Mas, se os sentimentos e pensamentos de medo e fracasso não passarem e piorarem em intensidade e frequência, é importante realizar um acompanhamento psicológico, com uma profissional especializada nessa fase.”, finaliza Paloma. 

Somos Mãeshttps://somosmaes.com.br/
A Somos Mães é uma ONG e uma empresa do setor 2,5 que nasceu em agosto de 2014. Com o objetivo de informar e acolher, produz conteúdo que impacta diariamente mais de 300 mil pessoas. Tem dois projetos incentivados pela Lei Rouanet.

Leia mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Siga nossas redes

220,950FãsCurtir
65,000SeguidoresSeguir
345InscritosInscrever
spot_img

Últimos posts

error: Content is protected !!