Chat Infertilidade e Reprodução Humana

No dia 14 de junho realizamos o bate-papo online sobre Infertilidade e Reprodução Humana com o ginecologista Dr. Vamberto Maia Filho. Durante uma hora, o especialista respondeu dúvidas das nossas leitoras sobre os temas. E já que é esse é um assunto que interessa a muitas mulheres, resolvemos disponibilizar o conteúdo aqui no site. 

 

Doutor, até que idade pode congelar os óvulos?
Dr. Vamberto: Existe uma recomendação para que tentemos congelar os óvulos antes dos 35 anos com a intenção de maximizar as chances de sucesso. Após os 35 anos há uma queda do potencial pra engravidar.

 

Uma pergunta, o formato do espermatozoide interfere na fecundação?
Os espermatozoides com alteração na morfologia não conseguem atingir e penetrar o óvulo. Em “vivo” não chega perto do óvulo. “In vitro” são separados. 

 

Qual é a diferença entre inseminação e fertilização? 
Uma dúvida muito comum. A inseminação, o processo ocorre na própria mulher. O médico realiza uma estimulação ovariana e, quando estiver próximo a ovular, coloca (via cateter) no útero os espermatozoides que irão atrás do óvulo. Já na Fertilização tudo ocorre no laboratório. Ou seja, o óvulo se encontra com o espermatozoide fora do útero e o médico coloca o embrião no útero. 

 

Qual é o valor, em média, do congelamento de óvulos? Até quanto tempo pode ficar “guardado”?
Não há “validade” para os óvulos congelados. Mas há uma recomendação a se pensar quando se poderá usar, já que se deixar para muito mais tarde seu uso e não havendo a gestação podemos ficar sem muitas alternativas para conseguir a gravidez. E o investimento médio para isso varia entre R$10 a 15 mil.

 

Em quais casos é indicado a inseminação? 
De uma forma simples: fator masculino leve ou médio.

 

Ter mioma e não ter uma das tubas, o quanto isso dificulta a fecundação?
O mioma depende do tamanho, número e localização. E pode não interferir em nada (maioria das vezes). Já a tuba com problemas causa grande dificuldade. Se não há trompa não há como o espermatozoide encontrar com o óvulo. E normalmente quando uma está lesada a outra tem algum grau de comprometimento.

 

E a fertilização é indicada para quem?
A fertilização é utilizada nos demais casos: obstrução tubária, fator masculino severo.

 

Mito ou verdade: colocar as pernas para o ar ajuda na fecundação?
Mito! Não ajuda em nada. O que sai da vagina pós-relação sexual é líquido seminal. Os espermatozoides vão direto para o útero!

 

Doutor Vamberto, tenho 2 filhos, posso congelar óvulos? Até quanto tempo posso esperar para “utilizá-los”?
Claro que pode congelar os óvulos, sem problema algum. O tempo é indefinido. A única questão é lembrar que congelar óvulos não é congelar uma gravidez, e sim uma oportunidade. Assim devemos ficar cientes dessa situação.

 

Qual é o preparo da mulher que vai fazer uma FIV?
Para a FIV não há um preparo específico. As vitaminas são usadas previamente sem uma obrigação. Ademais, exames prévios são solicitados e exigidos para maior segurança do procedimento. O que é mais importante mesmo é entender o processo para se sentir segura e confiante.

Minha irmã já fez uma FIV. Ela pode fazer outra?
Sim, podem ser feitas quantas fertilizações forem necessárias. Apenas deve se ter um controle da questão do tempo entre elas para não agredir o ovário.

 

Se eu estiver no meio do processo de fertilização in vitro, eu posso continuar mantendo relações sexuais com o meu marido?
Pode manter relações sem problemas algum. Nos casos onde há uma concentração menor de espermatozoides, 3-5 dias antes da retirada dos óvulos elas devem ser suspensas.

 

Existe algum tratamento para estimular a fertilidade feminina?
Não há como reverter a reserva ovariana reduzida infelizmente. Mas os tratamentos são baseados no ato de estimular o ovário a trabalhar mais. Apenas não há como estimular um ovário com poucos óvulos.

 

Minha ginecologista disse que retirar óvulos envelhece precocemente o aparelho reprodutor. É verdade?
Ela está equivocada. Retirar os óvulos não muda em nada seu aparelho reprodutor.

 

Existe contraindicação para FIV?
As contraindicações a FIV são mínimas e se referem a saúde da mãe ou questões éticas. De uma forma geral, em uma paciente saudável ou mesmo “doente” mas com a doença controlada não há motivos para não realizar uma FIV.

 

Ao fazer o tratamento eu tenho 100% de chance de gravidez ou pode não dar certo, algo do tipo?
A FIV não é infalível. Muitas coisas conhecidas e ainda desconhecidas podem fazer com que o tratamento não dê certo. 

 

Quantos embriões são colocados na FIV?
O número de embriões colocados por tentativa varia conforme a idade e desejo do casal. Até 35 anos, dois embriões.

 

Doutor, eu também ouvi falar que existe uma retirada máxima dos óvulos, não que envelheça, mas pela produção limitada que nós mulheres temos.
Toda mulher recruta por mês até mil óvulos. E todo mês é um corte diferente. Assim, mesmo que, hipoteticamente, se coletasse os mil no outro mês novos mil estariam disponíveis.

 

Doutor, o que é o exame anti mulleriano? 
O Hormônio Anti Mulleriano (HAM) é um exame que tenta predizer a reserva ovariana da mulher. Apesar de não ser acurado e ter algumas metodologias diferentes, seu resultado é bastante importante em casos onde se busca saber informações sobre o potencial reprodutivo da mulher.

 

É um exame de sangue, por que é tão caro?
Sim, o HAM é um exame de sangue, que, infelizmente, não está disponível para muitos seguros-saúde. Existem no mercado exames ao custo de R$250,00.

 

Cresci ouvindo que nós, mulheres, nascemos com um número X de óvulos. É verdade? Ou seja, se retirarmos alguns para uma FIV e continuarmos tirando, esses óvulos acabarão?
Os óvulos acabarão (em sua função) um dia em todas as mulheres (ao redor dos 50 anos). Usados ou não serão destruídos. Os tratamentos não aceleram o processo em nada. Isso é muito tranquilizador para os casais.

 

Doutor, o uso de contraceptivos prejudica a qualidade dos óvulos?
Os contraceptivos são mudam a qualidade dos óvulos e são usados eventualmente para sincronizar os óvulos nos tratamentos.

Somos Mãeshttps://somosmaes.com.br/
A Somos Mães é uma ONG e uma empresa do setor 2,5 que nasceu em agosto de 2014. Com o objetivo de informar e acolher, produz conteúdo que impacta diariamente mais de 300 mil pessoas. Tem dois projetos incentivados pela Lei Rouanet.

Leia mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Siga nossas redes

220,991FãsCurtir
65,000SeguidoresSeguir
345InscritosInscrever
spot_img

Últimos posts

error: Content is protected !!