O desenvolvimento do seu filho em cada fase

Ter um filho é um grande desafio e é sinal de que sua vida vai mudar muito. E tudo isso gera não só ansiedade, mas faz com o que o bebê seja o centro das atenções no lar. Isso acontece devido a toda expectativa que os pais têm quanto aos primeiros passos, as palavras e até o momento em que o pequeno vai conseguir bater palminha sozinho. Bom, o desenvolvimento da criança depende muito de estímulos externos, mas tem outro fator que também conta muito: o tempo individual de cada um. 
 
É importante, mamãe, você entender que o seu filho tem o seu próprio tempo, viu?! Não adianta se basear no outros bebês, ele vai fazer e apresentar seu desenvolvimento na hora que estiver preparado para isso. E não precisa ficar angustiada, nervosa ou achando que tem algo errado. 
 
Mas, quando meu bebê vai mandar beijo, dar tchauzinho ou bater palma? 
 
É importante ressaltar que não se tem um momento certo para acontecer isso, já que tudo que o bebê aprende a fazer depende de estímulos de pessoas que estão a sua volta. Claro, que é muito comum que o bebê comece a fazer isso por volta dos 9 a 12 meses, mas isso varia muito de criança para criança. 
 
Porém, é importante você ficar atenta a reação do seu filho aos seus estímulos. Enquanto ele se mostrar atento ao escutar o seu nome ou olhar para as pessoas, está tudo bem. Se preocupe só no caso do bebê não esboçar reação alguma. Ai é precisa uma avaliação pediátrica. 
 
Outra dúvida muito frequente dos pais é quando é que eles poderão inscrever seus filhos em uma atividade esportiva. Bom, o melhor a se fazer, mamãe, é esperar o seu bebê ficar um pouquinho mais velho, já que assim ele poderá escolher junto com você qual é o melhor esporte a ser praticado. Porém, há atividades como a natação que podem ser praticadas desde os 6 meses de idade, e que em seus primeiros anos não é bem um treino, mas sim uma brincadeira que pode estimular a criança a se interessar por esportes mais tarde.
 
E quando que o bebê vai dormir uma noite inteira sem interrupções? Isso também varia muito de criança para criança, é muito relativo. Mas é normal que nos primeiros meses de vida do pequeno a demanda de amamentação seja muito maior, claro, as necessidades do bebê são diferentes de uma criança maior. E tem casais, que nessa fase, preferem deixar o bebê dormir no mesmo quarto para facilitar as mamadas durante a madrugada. Mas calma, que as noites inteiras de sono vão voltar a acontecer em breve.  
 
A transição para uma vida mais independente, a de dormir sozinho no quarto, pode ser aplicada gradativamente. Os pais podem ir deixando a criança aos poucos dormir sozinha para que ela possa se acostumar com o ambiente novo e reconhecer aquele lugar como seu novo quarto. 
 
O desenvolvimento da criança vai depender muito do ambiente que a cerca, pois sem essa troca o pequeno não consegue captar todas as mensagens. Por isso, a importância dos pais passarem bastante tempo com seus filhos, já que ele aprende muito nesses momentos. E claro, entenda, mamãe, que o bebê tem o seu próprio tempo para aprender as coisas. Nada de desespero ou estresse, ok? 
Artigo anteriorSífilis na gravidez
Próximo artigoParto Humanizado
Somos Mãeshttps://somosmaes.com.br/
A Somos Mães é uma ONG e uma empresa do setor 2,5 que nasceu em agosto de 2014. Com o objetivo de informar e acolher, produz conteúdo que impacta diariamente mais de 300 mil pessoas. Tem dois projetos incentivados pela Lei Rouanet.

Leia mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Siga nossas redes

220,952FãsCurtir
65,000SeguidoresSeguir
345InscritosInscrever
spot_img

Últimos posts

error: Content is protected !!