Grávidas | NOTÍCIA

Modelo de Plano de Parto

Carta visa garantir o respeito às exigências da gestante

Publicado em 28/01/2019

compartilhamento:
  • Compartilhar no Facebook
  • Twittar
  • Compartilhar no Google Plus

Modelo de Plano de Parto

O Plano de Parto é uma carta onde você relaciona tudo o que gostaria, ou não, que acontecesse em seu trabalho de parto. Conversamos com a doula Katia Cilene, que atua em nossas turmas do Curso para Gestantes, e pedimos que ela nos enviasse um modelo que sirva de orientador para você e sua família.

 

Confira abaixo o texto da Kátia:

 

O Plano de Parto não se trata apenas de um "querer". Ele dá a você o direito de conhecer um pouco mais sobre os procedimentos no momento do parto e dialogar com a equipe sobre eles e as reais necessidades de intervenções.

 

Uma dica que dou é que assim que fizer seu plano você reconheça firma e entregue na maternidade que você vai ter o bebê. Cobre deles que esta carta seja protocolada. 

 

É claro que isso não vai garantir que o seu desejo seja atendido, vai depender da integridade e o respeito que eles (equipe e hospital) terão por você como um ser individual. Mas, é uma forma de deixar claro seus desejos e caso os mesmos não sejam respeitados você verificar de que forma um processo judicial caberia no seu caso.

 

No caso de um Parto Domiciliar, basta apresentá-la a sua equipe!

 

Com certeza a equipe não só respeitará, como garantirá todos os seus desejos respeitados inclusive no caso de alguma mudança de última hora.

 

Veja o modelo abaixo para a elaboração do seu plano e modifique de acordo com as suas necessidades.

 

Eu, ... ou nós (pais do bebê)

 

Estou ciente de que o parto pode tomar diversos rumos e situações adversas pode ocorrer. Neste caso quero ser informada previamente e avisada e consultada sobre todas as alternativas.

 

Abaixo descrevo o meu plano em relação ao Trabalho de Parto, Parto, Pós Parto e cuidados com meu filho(a).

 

Trabalho de parto:

 

  • Quero a presença de meu marido e doula durante todo o tempo.
  • Não quero tricotomia (raspagem dos pelos pubianos) e enema (lavagem intestinal).
  • Não quero receber soro e ocitocina sintética.
  • Quero liberdade para beber água, sucos e me alimentar.
  • Quero liberdade para caminhar e escolher a posição que quero ficar.
  • Quero liberdade para o uso ilimitado da banheira e/ou chuveiro.
  • O monitoramento fetal: apenas se for essencial, e não contínuo.
  • Eu pedirei analgesia quando achar necessário, não quero que me ofereçam.
  • Quero que minha bolsa d'agua seja rompida naturalmente, ou seja, não quero rompimento artificial.

 

Parto:

 

  • Quero liberdade para ouvir o meu corpo e ficar da forma que quiser, seja de cócoras ou semi-sentada (costas apoiadas), ou na água.
  • Prefiro fazer força só durante as contrações, quando eu sentir vontade, não quero que fiquem me falando o que fazer.
  • Quero um ambiente especialmente calmo nesta hora.
  • Não que empurrem minha barriga para baixo.
  • Não quero episiotomia (caso seja realmente necessário, quero ser avisada e consultada)
  • Gostaria que as luzes fossem apagadas (penumbra) e o ar condicionado desligado na hora do nascimento. 
  • Gostaria que meu bebê nascesse em um ambiente calmo ao som da minha playlist.
  • Quero que meu bebe seja colocado imediatamente no meu colo após o parto com liberdade para mamar.
  • Quero que o pai corte o cordão somente após o mesmo ter parado de pulsar.

 

Após o parto:

 

  • Quero a expulsão espontânea da placenta, sem manobras, tração ou massagens. Se possível ter auxílio da amamentação. Caso algum procedimento seja necessário quero ser comunicada e consultada.
  • Quero ter o meu filho(a) comigo o tempo todo enquanto eu estiver na sala de parto, mesmo para exames e avaliação.
  • Liberação para o apartamento o quanto antes com meu filho(a) junto comigo. 
  • Quero estar ao seu lado nas primeiras horas de vida.
  • Quero alta hospitalar o quanto antes.

 

Cuidados com o bebê:

 

  • Não quero administração de nitrato de prata ou antibióticos oftalmológicos.
  • Não quero procedimentos invasivos como aspirar as vias aéreas.
  • Quero ele(a) em contato comigo nas primeiras horas de vida.
  • Administração de vitamina K oral (nos comprometemos a dar continuidade nas doses).
  • Quero fazer a amamentação sob livre demanda.
  • Em hipótese alguma oferecer água glicosada, bicos ou qualquer outra coisa ao meu filho(a).
  • Quero alojamento conjunto o tempo todo. Caso esteja muito cansada pedirei ajuda.
  • Não quero que seja dado banho nas primeiras horas de vida e quando for a hora quero dar eu mesma.
  • As trocas das fraldas serei eu ou meu esposo quem as fará.

 

Caso a cesárea seja necessária:

 

  • Quero a presença da doula e de marido na sala de parto.
  • Anestesia: peridural, sem sedação em momento algum.
  • No momento do nascimento gostaria que o campo fosse abaixado para que eu possa vê-lo nascer.
  • Gostaria que as luzes e ruídos fossem reduzidas e o ar condicionado desligado.
  • Após o nascimento, gostaria que colocassem o bebê sobre meu peito e que minhas mãos estejam livres para segurá-lo.
  • Gostaria de permanecer com meu bebê em contato pele a pele enquanto estiver na sala de cirurgia sendo costurada.
  • Também gostaria de amamentar meu bebê e ter alojamento conjunto o quanto antes.      

 

Agradeço muito a equipe envolvida e a ajuda para tornar esse momento especial e tão importante para nós em um momento também feliz e tranqüilo como deve ser.

 

Muito obrigada,

 

Local e data,

 

Assinatura dos pais

 

 

Assinatura do médico obstetra                 

 

Assinatura do pediatra

 

(Plano de parto inspirado pelo livro "Parto Normal ou Cesárea - tudo o que as mulheres deveriam saber." , escrito por Ana Cristina Duarte e Simone Diniz, editora Unesp e adaptado por Doula Katia Cilene)

 
 
compartilhamento:
  • Compartilhar no Facebook
  • Twittar
  • Compartilhar no Google Plus