Eveline Franco da Silva | Aleitamento Materno

Algumas verdades sobre a amamentação

Preparar os seios, leite fraco e bicos artificiais e outras dúvidas

Publicado em 15/07/2019

Eveline Franco da Silva

Eveline Franco da Silva - Aleitamento Materno

Colunista
compartilhamento:
  • Compartilhar no Facebook
  • Twittar
  • Compartilhar no Google Plus
Algumas verdades sobre a amamentação

Hoje trago algumas verdades sobre a amentação... Vejam só:

 

1)    Os seios não precisam ser preparados durante a amamentação.

 

Exatamente, pode riscar da sua lista a exposição ao sol, o preparo do mamilo durante a gravidez... O preparo que você precisa durante a gestação é sobre a amamentação de uma forma geral. Amamentar é um ato que exige aprendizado. Portanto, recomendo durante a gravidez cursos sobre amamentação e uma consultoria preventiva em aleitamento materno.

 

2)    Não há uma recomendação de número de mamadas e tempo de mamada em cada mama.

 

Livre demanda. Recomenda-se amamentar o bebê toda vez que ele sentir necessidade. Lembrando que o leite materno é recomendado como alimento exclusivo do bebê até o sexto mês de vida.

 

3)    Não existe leite fraco!

 

Cada mulher tem o leite adequado para seu filho.

 

4)    Pode comer feijão, chocolate durante o período de amamentação.

 

Não há evidências científicas que sustentem a contraindicação de alimentos como feijão e chocolates durante a amamentação. Claro que durante este período a mulher deve manter uma dieta equilibrada (como em qualquer outro período do ciclo vital). Além disso, não há nenhuma comprovação de alimentos que melhoram ou pioram a produção de leite.

 

5)    O uso de mamadeira atrapalha a amamentação.

 

Embora algumas mães alimentem seus filhos ao seio e pela mamadeira, não há como negar que o uso desta atrapalha a amamentação. O exercício que o bebe faz ao sugar o seio materno é bem diferente daquele que faz na mamadeira, além disso o fluxo do leite do seio e da mamadeira são diferentes. O bebê pode fazer o que chamamos de confusão de bicos e de fluxos, podendo até recusar o seio materno.

 

Gostou desse texto?

 

Compartilhe este conteúdo e nossas redes sociais para que mais mães tenham acesso a essas informações.

 

@amparomaterno

@somosmaesdeprimeiraviagem

 
 
compartilhamento:
  • Compartilhar no Facebook
  • Twittar
  • Compartilhar no Google Plus

Sobre o colunista

Eveline Franco da Silva

Enfermeira
Especialista em Enfermagem Obstétrica
Especialista em Saúde Pública com ênfase em Saúde da Família 
Pós-graduanda em Cuidado Materno-Infantil com enfoque em Aleitamento Materno
Mestre em Enfermagem pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Docente do Ensino Superior na área de Saúde Materno-Infantil
Consultora em Aleitamento Materno
Consultora Acadêmica 
Idealizadora da Amparo Materno 

Redes Sociais:
Instagram: 
@enf_eve
@amparomaterno

Facebook: Eveline Franco

E-mail: evelinefranco@yahoo.com.br